segunda-feira, 30 de julho de 2012

Pensamento do dia:

"Estranha Criatura o homem: não pede para nascer, não sabe viver e não quer morrer" - Albert Einstein 

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Sentindo...


É uma dor que sai do coração e vai tomando todo o corpo. A cabeça. A alma. E naquele momento não é bom tentar ser forte. Sinta a dor. Reconheça o motivo e sinta aquela dor que a intensidade devida. Nem mais, nem menos. E depois que passar você vai reconhecer as coisas que aprendeu com isso. Porque o mais importante de cada momento de dor é saber que depois que ela passa (ou diminui) você se torna mais forte e mais preparado para a próxima. 

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Escolha!

“É melhor que fala a minha boca que a minha úlcera”

Sábias palavras...

''Eu quero a sorte de um amor tranqüilo
Com sabor de fruta mordida
Nós na batida, no embalo da rede
Matando a sede na saliva
Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum trocado pra dar garantia
E ser artista no nosso convívio
Pelo inferno e céu de todo dia
Pra poesia que a gente não vive
Transformar o tédio em melodia
Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum veneno antimonotonia
E se eu achar a tua fonte escondida
Te alcanço em cheio, o mel e a ferida
E o corpo inteiro como um furacão
Boca, nuca, mão e a tua mente não
Ser teu pão, ser tua comida
Todo amor que houver nessa vida
E algum remédio que me dê alegria"
(Todo amor que houver nessa vida - Cazuza)

É vero...

‎"il cuore è una pompa non ragiona, il cervello si!!" ( Angelino de Giglio)

Pertinho de dizer adeus...

Não sei se é o certo para os outros... Quem sou eu para saber o que é certo e o que é errado? Mas eu cansei de avisar e tenho optado pelo silêncio... Fico calada. Não digo uma só palavra... Apenas observo. E quando você menos esperar, já me perdeu. 

quarta-feira, 25 de julho de 2012

Ninguém tem o poder de tirar o que você conquistou de verdade, o que está dentro de você!


Nada pior que uma pessoa insegura. Ela não pode ter amigos, não pode ter colegas de trabalho, parentes... Todos são ameaça. Os amigos dele/a são seus inimigos/as. O trabalho dele/a o/a rouba dele/a. O poker, o barzinho, a academia... Tudo é uma zona de perigo. Uma pessoa com um charme diferente, ou mais jovem, ou que ela ache que chame mais a atenção é um perigo medonho!
E ela consegue levar essa insegurança para relações de trabalho, tornando todas as pessoas que estão a sua volta inimigos.  E os irmãos são concorrentes do amor dos pais; e as pessoas próximas são vistas como seres que ofuscam a sua luz.
Fico me perguntando como uma pessoa assim consegue viver? Como é possível viver com medo de se relacionar com as pessoas? Como é possível viver vendo todos a sua volta como inimigos? Como é possível ir à frente construindo falsos vínculos ou nenhum, afastando pessoas com as quais você poderia aprender tantas coisas por medo e por achar que elas são melhores que você?
O ciúme e o sentimento de posse transformam os relacionamentos com essas pessoas em verdadeiro inferno. Todos começam a repeli-la porque não suportam as cobranças e os medos. A companhia se torna pesada. Ninguém consegue ficar muito tempo perto de alguém que não se esforça para manter sua própria luz.
Pessoas assim, em sua maioria, ao invés de investir em ser melhores seres humanos, melhores profissionais, melhores parceiros, amigos e tudo mais, perdem mais tempo tentando apagar a luz das outras com fofocas, intrigas e todas as coisas nojentas que envolvem estas palavras.
Tive o desprazer de conhecer algumas pessoas assim. Mas nenhuma delas conseguiu envenenar minha alma. Elas serviram apenas para reforçar a minha teoria de que impossível viver feliz sem amor próprio, sem auto-respeito. Que a inveja não leva ninguém um centímetro à frente espiritualmente. Só pra trás. Que o sentimento de posse repele e não mantêm nenhuma relação saudável.
Aos inseguros de plantão fica um recado: amor, paixão, respeito, sucesso em qualquer área da sua vida só é alcançado quando você se sente amado, apaixonado, respeitado e valorizado por você mesmo. Ninguém tem o poder de tirar o que você conquistou de verdade, o que está dentro de você! 

Fica difícil, né?

Se você não é prioridade para si mesmo, como deseja estar entre as prioridades de outras pessoas? Fica difícil, né?

A vida ensina...


terça-feira, 24 de julho de 2012

il re di chi ama troppo

"Sono il re di chi ama troppo
Sono il re di chi perdona
Che sia animale o cosa
Sbaglia e accusa di persona

Sono il re di chi ama e basta
E di chi non abbandona
Sono il re della pazienza
Ce l'ho in testa la corona
E semmai dovessi andarmene tu

Quando parlerai di me
Che non conto mai le ore perché
Il mio lavoro è aspettare
Ti ricorderai di me
Perché amore, amore è andato
E non me ne ero accorto io,
Il re di chi ama troppo

Sono il re del solo affetto
Sono il re di ciò che ho detto
Condannato dal difetto di chi
Pensa sempre nero solo
Perché ama per davvero

Quando parlerai di me
Che non conto mai le ore perché
Il mio lavoro è aspettare
Ti ricorderai di me
Perché amore, amore è andato
E non me ne ero accorto io
Il re di chi ama troppo

Sono il re dei troppi errori, dei pensieri messi fuori
Sono il re della distanza, sono il re di te e di me
Sono il re di chi lo dice ciò che sento
Sono il re del tuo ricordo buono a niente
Sono il re di chi si avrà per sempre

Quando parlerai di me
Che non conto mai le ore perché
Il mio lavoro è aspettare
Ti ricorderai di me
Perché amore, amore è andato
E non me ne ero accorto io
Il re di chi ama troppo

Ti ricorderai di me
Perché amore, amore è andato
E non me ne ero accorto io

Il re di chi ama troppo"

(Tiziano Ferro)   

Pra você!

Com duas coisas não se brinca: com fogo e com uma mulher magoada!

domingo, 22 de julho de 2012

"Mas que seja infinito enquanto dure"


"De tudo, ao meu amor serei atento

Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento. 

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa dizer do meu amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure."



(Vinícius de Moraes)

sábado, 21 de julho de 2012

"Se isso não é amor... O que mais pode ser?"


"Essa não é mais uma carta de amor
São pensamentos soltos
Traduzidos em palavras
Pra que você possa entender
O que eu também não entendo
Amar não é ter que ter
Sempre certeza
É aceitar que ninguém
É perfeito pra ninguém
É poder ser você mesmo
E não precisar fingir
É tentar esquecer
E não conseguir fugir, fugir
Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender
Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo
Agora o que vamos fazer
Eu também não sei
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?
Tô aprendendo também
Já pensei em te largar
Já olhei tantas vezes pro lado
Mas quando penso em alguém
É por você que fecho os olhos
Sei que nunca fui perfeito
Mas com você eu posso ser
Até eu mesmo
Que você vai entender
Posso brincar de descobrir
Desenho em nuvens
Posso contar meus pesadelos
E até minhas coisas fúteis
Posso tirar a tua roupa
Posso fazer o que eu quiser
Posso perder o juízo
Mas com você
Eu tô tranquilo, tranquilo
Agora o que vamos fazer?
Eu também não sei!
Afinal, será que amar
É mesmo tudo?
Se isso não é amor
O que mais pode ser?

Estou aprendendo também"
(O Que Eu Também Não Entendo - Jota Quest)

;)

Boa noite de sábado para vocês... 

...e um domingo maravilhoso! 

quarta-feira, 18 de julho de 2012

terça-feira, 17 de julho de 2012

Enfim... o fim!


Quando a ‘animação’ inicial acaba, somente uma coisa pode manter uma relação: sentimentos verdadeiros.  Caso contrário, levar as coisas a frente é apenas protelar o inevitável!
É hora de dizer:
“Está tudo acabado...
Mas você vai estar sempre nos meus melhores pensamentos.
Desejo-lhe todas as coisas boas no mundo!
Adeus”



segunda-feira, 16 de julho de 2012

Boa semana!


As pessoas têm a chance de fazer e ser diferentes. Mas sempre escolhem ser iguais, porque assim é mais fácil. Que pena... Talvez porque desconheçam o fato de que são as exceções que fazem toda a diferença.  Principalmente para elas mesmas. 

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Hum...

Alguns ignorantes confundem introspecção com depressão. 

Obrigada!

Caros leitores,

O blog “E Daí?!” tem sido um meio de desabafar, divulgar alguns textos que produzo diariamente, músicas, além de material de artistas com os quais me identifico, poemas que gosto e belas imagens, é claro. Muito do que produzi faz parte do meu livro, que está quase pronto e será lançado em breve. Sentindo aquele friozinho na barriga... hehehehe Fico feliz com os crescentes acessos e mensagens que recebo sobre o material. Obrigada de coração!

Se não existissem os sentimentos, não existiria a Arte!

terça-feira, 10 de julho de 2012

Non... je ne regrette rien


Non... rien de rien...
Non... je ne regrette rien
Ni le bien qu'on ma fait,
Ni le mal - tout ça m'est bien égal!
Non... rien de rien...
Non... je ne regrette rien
C'est payé, balayé, oublié,
Je me fous du passé!
Avec mes souvenirs
J'ai allumé le feu,
Mes chagrins, mes plaisirs,
Je n'ai plus besoin d'eux!
Balayé les amours
Avec leurs trémolos
Balayés pour toujours
Je repars à zéro...
Non... rien de rien...
Non... je ne regrette rien
Ni le bien qu'on ma fait,
Ni le mal - tout ça m'est bien égal!
Non... rien de rien...
Non... je ne regrette rien
Car ma vie, car mes joies,
Aujourd'hui, ça commence avec toi!
Belíssima na voz de Piaf. Essa música me toca muito fundo. É, sem dúvida, a minha canção favorita! 

sexta-feira, 6 de julho de 2012

segunda-feira, 2 de julho de 2012

Eu e meus dois lados

Eu tenho dois lados. Pelo menos são estes dois que conheço bem até agora. Um é doce, meigo, delicado, de sensualidade leve quase ingênua, romântico, um pouco frágil, extremamente emocional... Nestes períodos, gosto de ligar meus escritos as fotos de Marilyn Monroe. Acredito que ela tem sempre um jeito, um sorriso que demonstra bem aqueles momentos. Mas, se preocupe quando me expresso através da Angelina Jolie. Este lado não tem nada de doce. É forte, agressivo, decidido, erótico, complexo, às vezes é arrogante e frio, não gosta de ser contrariado, sarcástico...

Não tenho medo de nenhum dos dois lados que descobri. Gosto dos dois, mas, confesso que o lado Angelina me fascina, me prende mais. Com o lado Angelina sofro muito menos. Resolvo as coisas de forma mais prática e isso me deixa mais feliz. Se um dia consigo casar os dois talvez seja ideal. Mas gosto das coisas que conquisto e aprendo quando estou em cada uma dessas fases, das sensações que experimento estando em cada uma delas.

Descobri que todo mundo tem seu lado Angelina e seu lado Marilyn. Depende mais da outra pessoa do que de nós mesmos. Cada um recebe de nós o lado que desperta. Quem me dá carinho, recebe carinho e o meu lado mais doce. Mas se você prefere o lado Angelina, vai tê-lo...

Descobri que as fragilidades do lado Marilyn estão fortalecendo o lado Angelina...


...

"È così necessaria la follia degli uomini che non essere folli vorrebbe dire esserlo in un altro modo."

domingo, 1 de julho de 2012

Dica do domingo




Poucos homens têm a sensibilidade de perceber os sinais. Característica que nós mulheres desenvolvemos naturalmente. Às vezes os sentimentos turvam um pouco a nossa visão, mas as respostas estão ali e no fundo sempre as conhecemos. Ainda que os outros tentem esconder, somos capazes de perceber e ver muito além do que é mostrado, muito além do que parece o óbvio. As mulheres não se contentam com o óbvio, com o simples. Até porque temos o poder de colocar em todos os nossos pensamentos um pouco de sentimento e os sentimentos nunca são simples. E o mesmo que ‘turva‘ pode nos fazer enxergar muito além. Cabe a nós explorar ao máximo este “poder” e permitir que ele nos ajude a viver mais felizes. Não querer enxergar, mascarar as situações para protelar decisões é um mal muito grande, por que, quanto mais o tempo passa, mais os problemas aumentam e ficam mais difíceis de resolver. Temos por obrigação sermos felizes.