domingo, 22 de janeiro de 2017

Amizade = Amor com pureza


A lista não é muito grande. Mas é muito especial. Quando você está feliz, eles estão ali com você. Quando você está triste, eles estão ali com você. Quando dá “merda”, eles estão ali com você. Quando dá certo, também. Às vezes são duros, ás vezes são mais doces que mel. Ás vezes são o motivo do seu sorriso. Às vezes são seu colo. Às vezes é você que é o colo, ou o sorriso ou a dureza ou o mel para eles. Quem são? Seus amigos!
Cada um do seu jeito. Cada um com sua personalidade, seu estilo. Mas todos eles têm duas coisas em comum: o amor que sinto por eles e o amor que sentem por mim. Ambos incondicionais. Relacionamentos acabam, trabalhos vão e vem. Mas amigos, de verdade, estarão com você para sempre.

Tenho amigos que estão em minha vida desde a pré-escola. Outros que entraram na minha vida na época da faculdade. E muitos outros que chegaram depois. A vida deles mudou. A minha também. Mas uma coisa continua ali: eu posso telefonar pra eles as duas da manhã para chorar ou sorrir e eles vão estar disponíveis. A inversa é verdadeira. Esta é só uma ilustração.

Palavras de Osho: “...Amizade é amor sem qualquer tom biológico nela. Isso não é a amizade que você entende ordinariamente – o namorado, a namorada. Usar a palavra amizade de alguma maneira associada com biologia é pura estupidez. É insensatez e loucura. Você está sendo usado pela biologia para fins de reprodução.
Se você acha que está apaixonado, você está errado; é apenas uma atração hormonal. Sua química pode ser alterada e seu amor irá desaparecer. Apenas uma injeção de hormônios e um homem pode se tornar uma mulher e uma mulher pode se tornar um homem.
Amizade é amor sem qualquer tom biológico. Isso se tornou um fenômeno raro. Costumava ser uma grande coisa no passado, mas algumas grandes coisas do passado desapareceram completamente. Isso é algo muito estranho que as coisas feias sejam teimosas, elas não morrem facilmente; e as coisas bonitas são muito frágeis, elas morrem e desaparecem bem facilmente.
Hoje a amizade é entendida ou em termos biológicos ou em termos econômicos, ou em termos sociológicos – em termos de relações, um tipo de relacionamento. Mas amizade significa que se a necessidade surgir você estará pronto até mesmo para sacrificar-se. Amizade significa que você fez alguém mais importante do que você mesmo; outro alguém se tornou mais precioso do que você mesmo. Isso não é um negócio. É amor na sua pureza...”.

Viu? “Amor na sua pureza”. Doação sem esperar nada e troca. Fazer o bem. Respeitar, amar, se dar sem medo. É o amor puro e simples. E não tem como colocar preço nisso. Porque, nem todo dinheiro do mundo pode comprar o amor.

Já agradeceu a seus amigos hoje? Já disse alguma vez o quanto os ama? Já se preocupou em como eles estão? Tirou um tempo na sua agenda corrida para mandar-lhes uma mensagem de afeto e respeito?  Eles merecem. Porque te amam puramente assim como você os ama. Esqueça o número. Foque na qualidade e na reciprocidade.  
Ame puramente. O Universo te dará tudo em dobro. Ainda que no momento você não entenda. Um dia, você vai entender.


Namastê

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Mude seu estilo de vida e seja feliz!

Sempre temos uma fase na vida em que prezamos muito pela quantidade: muitos amigos, muitas festas, muito trabalho, muito sexo, queremos muita atenção, muita paixão... Temos muita pressa. Queremos tudo para ontem porque hoje já mudamos de ideia e queremos outras coisas. Mas, com o tempo, graças ao Universo, esta fase passa. E a quantidade é substituída pela qualidade.

Aos poucos percebemos que o número de amigos não é tão importante, mas sim a qualidade dessas amizades, a energia que essas pessoas nos transmite, o que elas nos acrescentam, o que acrescentamos a elas... Nem toda festa é tão interessante. O barzinho com os amigos, uma cervejinha na praia sozinho ou acompanhado, uma apresentação mais intimista de um artista que goste... tudo isso se torna mais atraente que grandes eventos. 
Preferimos qualidade de vida a trabalhos que nos destruam a saúde mental ou física. Queremos mais tempo de qualidade para nós mesmos, para projetos pessoais, para descansar, meditar... Tudo que o trabalho excessivo nos tira. A quantidade de sexo diminui. Preferimos ter uma ou duas relações por semana , de qualidade com o corpo e com a alma ainda que seja um caso só de uma noite, do que ter duas três por noite feito de qualquer jeito. Queremos mais toques e carícias (talvez uma fantasia vez em quando), e deixar o corpo satisfeito, pleno e a mente calma.
Notamos que a atenção principal que temos que ter vem de dentro de nós. Estar atento a nossa mente, nossos atos, nosso equilíbrio mental e físico, nossa qualidade de vida... As paixões se tornam menos frequentes. E cada vez menos. Porque, ainda que não queiramos casar ou formar família, não temos mais tempo ou vontade para jogos, correr atrás de ninguém, indiretas nas redes sociais, cenas de ciúmes... Queremos paz.
Não temos mais pressa. Por que correr? Melhor caminhar bem e tranquilo sempre do que correr e parar no meio do caminho. Nos esforçamos, mas se não acontecer hoje é porque não era para acontecer. Quem sabe os planos do Universo sejam outros? Quem sabe ainda não era a hora certa?

Corra menos. Ande mais. Aproveite mais o tempo com você mesmo. Selecione melhor quem está em sua vida. A energia de quem nos cerca é muito importante. Então tenha cuidado. Se ame mais. Faça mais sexo de qualidade. Não só com o corpo, mas com a alma também. Descanse seu corpo e mente o quanto puder, pois descansada e serena você saberá melhor como tomar decisões. Seja sua prioridade, sempre. Seja grata por tudo. Mude seu estilo de vida e seja feliz.
Eu te desejo tudo de melhor!

Namastê! 



sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Seu destino está em suas mãos


A todos que acompanham minha página e meus artigos, peço desculpas pela ausência. Estou passando por um divórcio um pouco delicado e tenho me dedicado a alguns projetos pessoais que têm me tomado um tempo considerável. Mas, a vida não para. Não se esqueçam disso. É nesses momentos          que precisamos nos fortalecer e intensificar nossos trabalhos psicológicos e energéticos.

É normal ter um momento de “luto”. Mas tudo acaba. É a lei da vida. Sinta este momento, analise a situação e siga em frente. Tem um ditado que ouço desde criança e que resume bem este caso: “o que não tem remédio, remediado está”. Então, não tente mudar o imutável. A sua vida não acabou. Siga em frente.
Uma coisa que aprendi é que tudo de bom que você faz, assim como as coisas ruins, voltam para você. Isso é um fato. Outra coisa que aprendi é que mesmo nos momentos mais delicados, temos sempre uma lição para tirar deles. E crescer com isso. É uma grande oportunidade de melhorar.

Poucas pessoas acompanharam esta minha fase. E foram as pessoas certas. De repente me vi cercada de tanto amor e grandes oportunidades, que o único sentimento que consigo ter no momento é de gratidão. Poderia fazer uma lista com o nome delas, mas cada uma delas sabe às quais me refiro. Agradeço diariamente ao Universo pela chance de viver cercada de pessoas assim.

Aprendi, também, muitas lições com isso. Uma delas foi que ninguém é dono da verdade e que não se pode pular fases. Depois de pouco mais de um ano de terapia, já me considerava “curada”, resolvida, capaz de resolver tudo sozinha... Não funciona assim.
Meditação, terapia, tratamentos espirituais ou qualquer que seja a sua escolha para melhorar como pessoa, demandam tempo e muita dedicação. Mas, principalmente, demandam humildade. É preciso ser humilde para sentar, dar alguns passos atrás, aprender e seguir em frente. Sou grata também por isso. Descobri que a humildade que tenho é bem maior do que eu imaginava. E isso me fez dar esses passos e recomeçar muitas coisas.

E você, já agradeceu por algo hoje? Sua saúde, seus filhos, suas conquistas, sua família, seus amigos, seu emprego, o lindo dia que está lá fora, o arco-íris que vai aparecer após a chuva, o sorriso que recebeu de um desconhecido, a natureza, o carinho do seu gatinho ou cachorro, uma mensagem carinhosa...? São tantas coisas para agradecer. Por que focar nas coisas “ruins”?
Disse outras vezes, e repetirei: o que escrevo são somente vivencias, experiências, situações pelas quais passei e que divido com pessoas que talvez possam estar na mesma situação. Compartilhar é uma forma de ajudar. A mim e a quem precisa de uma esperança e palavra amiga. Por mais distante que você esteja saiba: “enquanto há vida, há esperança”.
O seu destino está em suas mãos. A forma como você lida com os acontecimentos da sua vida também. Desistir e se entregar é uma opção. Mas refletir, repensar seus atos, tirar o melhor da situação, ser humilde e seguir em frente também é. Pedir ajuda não é vergonha para ninguém. Demanda força e coragem. A escolha é sempre sua. Pense nisso.



Namastê