quarta-feira, 8 de março de 2017

Você é capaz de agradecer e reconhecer todas as bênçãos que tem recebido?


Todo ano, quando se próxima a data do meu aniversário, faço um balanço de tudo que fiz no ano que está se encerrando. Aprendizados, mudanças, conquistas, ciclos que se encerraram, e os que se iniciaram. E começo a fazer mentalmente uma lista do que quero manter, do que é benéfico, do que me faz crescer como humano e ser espiritual, e o que não quero mais na minha vida, as coisas que podem atrapalhar esta evolução. E isso é muito bom!

Conheci pessoas maravilhosas, deixei um emprego muito bom, no qual aprendi muito para investir em um sonho que virou realidade o site Porto Seguro Gastronomia, tive avanços incríveis na terapia que me ajudaram a descobrir causas de males que enfrentava desde a infância sem me dar conta, recomecei a yoga, fiz novos e verdadeiros amigos, minha saúde está impecável, aprendi a ser grata por tudo que me acontece. Aprendi a me perdoar e ser menos impulsiva. Consegui um emprego extra para dar continuidade a meus sonhos, me aproximei ainda mais da minha mãe...


É óbvio que aconteceram muitas coisas difíceis também. Mas com todas elas aprendi alguma coisa. Aprendi que ninguém é obrigado a amar o outro da mesma forma que é amado, aprendi que você não é responsável pelos atos dos outros, mas somente pelos seus. Aprendi a dizer não. Me afastei de pessoas e coisas que só me faziam mal e me aproximei de pessoas que me ensinaram que a culpa não era minha e que ninguém pode agradar a todo mundo. Aprendi que o que vem fácil vai fácil. Que ninguém é perfeito e que não podemos exigir dos outros que se transforme naquilo que queremos que ela seja. Temos que aceita-las como são. O caminho é delas.

Descobri o significado do karma. Conheci a palavra de Osho, Buda e outros grandes mestres. Aprendi o poder da doação e como ele funciona. Aprendi que o amor é uma bênção e não deve, jamais, ser um fardo. Aprendi a ler nas entrelinhas e estou aprendendo a tirar minhas emoções de onde só deve ser utilizada a razão. Descobri que não precisa estar junto todos os dias para ser amigo de verdade.
Voltei a escrever, e descobri que este é o meu dom: através das palavras, ajudar outras pessoas e mostrar a elas que não estão sozinhas. Por isso o meu blog eudigoedai.blogspot.com tem tido um crescimento incrível. Ninguém fica sem resposta. Estou sempre disposta a dividir e responder a meus leitores. Todos nós temos um dom que deve ser descoberto e utilizado com o coração para ajudar a si mesmo e a outras pessoas.

Descobri, também, que temos dentro de cada um de nós um Deus interior que deve ser cuidado, diariamente, com carinho e atenção. Que devemos equilibrar o corpo e a mente e nos tornar cada vez mais conscientes. Esta semana uma amiga me fez uma observação muito interessante: às vezes passado por algumas pessoas ficamos alegres, animados. E às vezes, passando por outras pessoas ficamos tristes e desanimados. Mas, quando tomamos consciência de que aquilo não é nosso, que não nos pertence, oramos por aquela pessoa e nos libertamos daquele sentimento que não nos pertence. Estou me tornando mais consciente.

Este e apenas um resumo do resumo do que aprendi. E o que tenho que aprender ainda? Muito. Dar continuidade a meu conhecimento interior, me aproximar ainda mais desta divindade que existe dentro de mim, agradecer ainda mais, todos os dias, por tudo que tenho recebido. Repare que, mesmo nos momentos mais difíceis, você pode abrir a janela e ver o sorriso de uma criança, o sol, uma bela flor, receber o abraço de um amigo o sorriso de um desconhecido... Como não ser grato por todas estas coisas?

Depois de tudo isso,  só tenho uma pergunta para te fazer: você é capaz de agradecer e reconhecer todas as bênçãos que tem recebido? Quando se sentir triste, magoado, ferido... lembre-se que é você quem tem o dom de lidar e acabar com isso. Se você sente raiva de uma pessoa, por exemplo, este sentimento é seu e não dela. Então quem tem que resolver isso é você com você mesmo.
Não tenha vergonha de desabafar com as pessoas certas. Não se sinta menor ou pior que ninguém. Como já disse anteriormente e vou repetir quantas vezes for necessário: você foi colocado no mundo material para descobrir seu eu verdadeiro e investir nisso. Você é único. E ninguém é melhor ou pior que você. Acredite nisso!

Quando você se der conta do potencial que tem, quando descobrir o quanto é capaz de ser cada vez melhor para você e para o mundo, você vai descobrir o verdadeiro significado de Deus e vai se sentir feliz com mais e mais frequência.
Meus planos daqui pra frente? Aprimorar tudo que aprendi e aprender ainda mais. Ser melhor para mim, para as pessoas a minha volta e dar minha contribuição para o mundo. Julgar menos e orar mais. Culpar menos, pedir menos e agradecer mais. Lembre-se: o Universo nunca para. Tudo que vai, volta. Tudo que você dá, recebe. E quanto melhor você for para si mesmo e para os outros, maiores serão os benefícios que receberá da vida.
Não desista! Independente da sua idade a vida começa quando você começa a dar valor a ela e ao Deus que está dentro de você!

Nos falamos em breve.


Namastê